A resposta do Ministério dos Negócios Estrangeiros já chegou.

A resposta do Ministério dos Negócios Estrangeiros já chegou. Não representa o desfecho por todos esperado mas não constitui surpresa face à forma como a entrevista foi conduzida. O representante do Colégio da Europa desde o primeiro minuto até ao último reiterou que não compreendia por que razão uma pessoa, com 39 anos, 2 licenciaturas e 3 pós-graduações queria ir estudar para o Colégio. Estou em crer que terá prevalecido o seu entendimento na decisão final.

 

Não venho aqui falar nem de tristeza, nem de desilusão, nem de sentimento de frustração. 

 

Depois de ter estado dois dias sozinha a digerir tudo isto, entendo que não vale a pena perder tempo com coisas ou sentimentos que acrescentam muito pouco aos nossos dias. Até porque na vida só se levanta quem caiu e só caminha quem sabe para onde vai.

 

Hoje venho aqui, isso sim, falar de gratidão. Daquela que tenho a todas as pessoas que acarinharam este projecto e que me ajudaram. A todos vós, o meu muito, muito, obrigada.

 

Este foi um projecto de 3 anos que não teve o desfecho esperado, é verdade, mas nem por isso representa uma porta que se fecha. Há inúmeras universidades por esse mundo fora. Agora é respirar fundo e começar à procura de bolsas de estudo que, conjuntamente com o montante arrecadado, me permitam continuar a estudar e concretizar o tão almejado mestrado. Um ano, dois, leve o tempo que levar.

 

Destes 3 anos fica a convicção de que vale sempre a pena correr atrás daquilo em que se acredita, que tentar é a palavra-chave em tudo na vida, mesmo quando desafiamos todas as probabilidades. Fica também a certeza de que a blogosfera está pejada de gente que tem a capacidade de se entusiasmar e galvanizar com os sonhos dos outros. Por isso vos agradeço.

 

 

Dizer-vos por fim que este blog termina aqui. Quem quiser continuar a acompanhar-nos será sempre muito bem-vindo à nossa página de FB.

 

 

 

 

 

 

 

 

* A todos os colegas admitidos, os votos de um excelente ano académico.