Mas o que é que se passa aí

O Pedro Rolo Duarte, deixou-nos este comentário. Deixou-nos sem fala também. Não faço ideia do que anda a preparar. Só sei que vocês têm todos um coração grande e há dias em que me deixam assim, sem jeito. Não sei o que vos diga. Cheguem-se cá e dêem-me um abraço.

 

2010 foi o ano da criação, divulgação e implementação deste Take us to Bruges dream.

 

2011 vai ser um ano dedicado a reunir os requisitos linguísticos e o financiamento necessário [há muita panela e muito tacho para vender, minha gente, muita panela e muito tacho naquela casa. E muitos artigos que ainda não foram levantados, também].

 

Mas uma coisa vos garanto: no que depender de mim, em Setembro de 2012, eu e o gato havemos de estar ali sentadinhos na primeira fila a ouvir os Senhores Professores lá do Colégio da Europa.

 

Até lá, ajudem-me lá a ajudar o Miguel e a sua família. Tanta gente que passa por aqui e ninguém conhece ninguém. Não acredito.